segunda-feira, 8 de julho de 2013

Para Edinho, Autuori achou que poderia reverter situação do Vasco.

Comentarista do SporTV destaca que técnico chegou ao clube ciente de que a situação era complicada, mas apostava em solução: 'Não conseguiu'.


A saída de Paulo Autuori do Vasco é uma possibilidade real. Com chances de ocorrer já nesta segunda-feira, um dia após nova derrota da equipe, desta vez para o Internacional, por 5 a 3, em Caxias do Sul, na sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Mas o que mais pesa neste momento parece ser a situação financeira pela qual o clube carioca passa. Assim enxergam os comentaristas do SporTVCarlos Eduardo Lino e Edinho. Nas suas opinões, o treinador está desgastado com as muitas promessas da diretoria que não acabaram cumpridas.
- Normalmente, quando o treinador é líder, ele assume dentro do vestiário algumas responsabilidades, porque acaba ligando o vestiário com a diretoria. Ele traz da diretoria algum posicionamento e diz para o jogador: "Eu acertei com os caras lá, vão pagar a gente agora, a coisa vai se resolver e daqui a um mês vai estar tudo bem". O cara leva isso para o vestiário e no mês seguinte "não vai". Na semana seguinte vem mais uma promessa, depois mais uma, aí o treinador olha para a diretoria e diz: "Amigos, estou perdendo credibilidade dentro do vestiário, estou prometendo coisas que não posso cumprir e vocês estão assumindo comigo compromissos que não estão cumprido". O que acontece? Você perde completamente a confiança, e esse foi o discurso do Autuori: "Cansei de prometer para os caras dentro do vestiário".
Paulo Autuori treino Vasco (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)Paulo Autuori treino Vasco
(Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
Na entrevista coletiva após o jogo no estádio Centenário, Paulo Autuori disse aos jornalistas que sua decisão de permanecer ou não no Vasco já tinha sido informada na sexta-feira à diretoria, e que nesta segunda-feira haverá nova reunião antes de qualquer anúncio. O ex-jogador Edinho lembra que Autuori já sabia que a situação era complicada em São Januário.
- O nível do Paulo Autuori não é de pegar uma equipe com tantos problemas como o Vasco atravessa. Mas ele sabia da situação anteriormente, assumiu achando que, com o conhecimento dele, reverter toda essa situação. E ele não conseguiu. A parte financeira é que está pegando mais.
Paulo Autuori chegou ao Vasco há pouco mais de três meses. Nesse período, em 13 partidas, soma seis vitórias, dois empates e cinco derrotas. Após seis rodadas do Campeonato Brasileiro, o time carioca ocupa o 14º lugar, com sete pontos, apenas um a mais que o Criciúma, hoje o primeiro time na zona de rebaixamento. O próximo compromisso da equipe é no domingo, dia 14, quando joga o clássico com o Flamengo no Mané Garrincha, em Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário